Google+

Essências

foto de  drlilley no Flickr



nestes dias, onde até o respirar dói,
é na chuva de amigas essências,
que me banho e me consolo.



Professor Agostinho da Silva

Bendita a tua voz... que nos ensina a amar.




"A face oculta da lua 
só banha de seu luar
aqueles que não o vendo
o sabem imaginar."
Silva, Agostinho da, quadras inéditas, 1ª edição, Lisboa, Editora Ulmeiro, 1990.

#diadapoesia_21mar

        A cada dia mais
sou poesia 
        que meus versos 
        almejam 
ser um dia

estás bem?

e nunca estive assim tão vivo
neste estado de lucidez, até dói
meu tempo é precioso
tenho pressa, tenho pressa
de dançar
na loucura de viver
vou-te vencer Ó dor
de tanto te amar
tenho pressa, tenho pressa
de viver
já te vejo Ó Morte
impávida e serena
me esperando
tenho pressa, tenho pressa
de abraçar
não tenho tempo a perder
quero morrer na loucura de viver
derrotar a dor pelo excesso de abraçar
tenho pressa, tenho pressa
de sorrir
meu bem,
se não vens por bem,
faz-me este último favor
- me esquece
tenho pressa, tenho pressa
de amigar
tenho pressa, tenho pressa
de namorar
tenho pressa, tenho pressa
de partilhar
tenho pressa, tenho pressa
de amar
tenho pressa, tenho pressa
de ti

tenho pressa, tenho pressa
tenho pressa de mim

apelo menino

me dá amor que me faz menino:
é nele que resisto,
ao apelo sedutor da dor.

flor-de-sal

na secura dos dias
bebendo do vosso sal
humedeço as pétalas da alma

plena & pleno

pleno me faço em ti
plena te tenho em mim

gemido grito

os meus versos
um grito de raiva
que só a poesia permite



histeria

Nesta histeria de felicidade
no desejo de um momento
a esperança de infinito



mãe de Sendai



"Estava com meu filho ao colo; depois veio a onda; salvei-me; meu filho não..." (mãe de Sendai)
ajudei assim, ajude também.